Uma Ilha Só para Nós: Curaçao




Um mergulhador explora a casa do leme do naufrágio emblemático de Curaçao, o Superior Producer.


Estamos em um barco inflável de casco rígido laranja-brilhante, e estamos correndo (tanto quanto alguém pode correr em ondulações de 7 pés) ao vento. Meus nódulos dos dedos estão brancos de segurar no console central - e é bom que eu esteja segurando firme, porque o barco acaba de voar no ar. Pensando bem, também foi bom eu ter pego minha roupa úmida no cais, porque eu estou tão encharcado que esse passeio de barco também poderia ser classificado como um mergulho.

Avistamos apenas um único outro navio desde que deixamos o porto - um grande barco de pesca que estava indo na direção oposta. A ausência de tráfego de barcos me parece estranha, e eu me inclino em direção ao capitão, um expatriado holandês quieto, e pergunto, "Então, muitos mergulhadores vão para este local?" O capitão olha para mim uniformemente, um lábio levantado em um não-exatamente-sorriso, e responde, "Não".

O que significa o "não" dele? Claro, poderia ser uma resposta simples. E há sempre a possibilidade de significar "eu não consigo realmente escutar suas perguntas com o barulho dos motores. Por favor, não me incomode enquanto estou dirigindo. "A dica aqui, no entanto, está no meio sorriso, que na cara do holandês estoico transforma o "não" em algo mais na linha de" Não, e é azar o deles, porque você está prestes a ver o mundo de outra forma. "

Aquele sorriso diz praticamente tudo sobre a ilha de Curaçao: A ilha pode parecer como um destino de mergulho banal do Caribe, mas não há nada de banal nos espetaculares - e espetacularmente vazios – pontos de mergulho de Curaçao. Temos a nossa primeira dica disso antes mesmo de embarcarmos no nosso voo, enquanto ainda estamos entrincheirados no sempre famoso jogo do aeroporto de "encontre o mergulhador". Os tempestuosos grupos, identificados pela bandeira de mergulho, estão por toda parte, indo para Grand Cayman, Bonaire, Honduras e México. Nenhum desses grupos está no portão de Curaçao, que em vez disso apresenta uma agitada mistura de famílias, homens de negócios e jovens casais comparando brilhantes alianças de casamento. Eu tive a marcante sensação de que estávamos no lugar certo.


Uma das vistas beira-mar mais fotografadas em Curaçao, o Handelskade
apresenta exemplos coloridos de arquitetura holandesa colonial.
Minha suspeita é confirmada com uma vingança durante nosso primeiro mergulho em Eastpunt. Não há nenhum outro barco à vista enquanto rolamos e descemos para uma caverna forrada de coral aos 29 metros de profundidade chamada Love Cave (batizada em homenagem a um casal de tubarões lixa avistados por um afortunado mergulhador). Embora não haja nenhum romance à vista hoje, as grandes lagostas dispersas entre as rachaduras no teto da caverna são uma feliz consolação. Não há tempo para o ócio, entretanto, já que uma suave corrente nos empurra ao longo de um recife inclinado, passando por tartarugas-de-pente, moreias e grandes esponjas tubulares em uma subida gradual até os 20 metros de profundidade.

Chegamos com tempo para explorar um dos locais mais fantásticos de Curaçao: Tarpon Arch. Quase não é preciso dizer que locais que recebem seus nomes por causa de uma determinada criatura podem ser pouco confiáveis por realmente existir uma interação com a vida marinha em questão (eu estou olhando para você, Love Cave), mas neste caso o nome é absolutamente preciso. Mais de uma dúzia de tarpões circulam preguiçosamente sob o grande arco de coral, acompanhados por um grande xaréu branco sofrendo de uma crise de identidade. Nós admiramos o destemido tarpão, distraídos apenas momentaneamente por um polvo corajoso caçando entre as esponjas.

Chegamos à superfície, onde ainda não há outros barcos à vista, e voltamos contornando a ponta da ilha para dar uma olhada em um ponto de mergulho ao sul chamado Guliauw (nossa equipe o batizou de "Melhor Recife"). Descemos e nadamos ao redor de uma lagoa rasa por um tempo em busca de tubarões-lixa, finalmente nos rendendo ao chamado da parede adjacente e descendo sobre a borda. Passamos por esponjas e mais esponjas – barris vermelhos, vasos amarelos e tubos roxos – e finalmente dobramos uma esquina e descobrimos um denso jardim de corais negros tão grande que a parede inteira fica com uma aparência fofa, de sonhos. Subimos à superfície e nos dirigimos para o píer. Não vimos nenhum outro mergulhador o dia todo.


Playa Kenepa Grandi (Knip Beach), localizada no lado oeste da ilha, oferece
um vislumbre deste paraíso idílico sem muita gente.
A tendência continua quando nos dirigimos a Klein Curaçao, uma ilha desabitada oito milhas a sudeste de Curaçao propriamente dita. Quando nos aproximamos, imagino que a solidão saiu pela janela. É um fim de semana, e a sotavento de Klein parece um engarrafamento suave, com vários outros barcos de mergulho entre lanchas atracadas e grandes barcos de snorkeling. A tonalidade aquosa da água rasa e a tonalidade cerúlea do céu sem nuvens são interrompidas apenas por uma faixa de areia branca sobre a qual um par de modelos de maiô posam para uma sessão de fotos (não, eu não estou brincando). Dada a cena, sinto-me feliz que a atenção de alguém possa ser influenciada pelo mergulho.

Nós deixamos as multidões para trás, e quando chegamos até o ponto mais ao norte da ilha, mergulhar é tudo em que alguém pode pensar. Este local, Shark Cave, é acessível somente nos dias mais calmos, e parece que nós ganhamos na loteria. Moreias verdes e manchadas abrem suas bocas em uma parede coberta de corais moles e esponjas enquanto nós descemos 36 metros até a caverna (sem tubarões, mas cheia de tarpões). O recife adjacente é pontilhado de anêmonas e grandes esponjas púrpuras, e um olhar para águas mais profundas revela os tubarões-lixa, observando-nos presunçosamente debaixo de uma rocha.

Nós nadamos para águas rasas para a nossa parada de segurança, passando estreitas bordas cobertas de corais e gorgônias, enquanto um grupo de lulas de recife nos observa logo além do alcance da câmera. Para o nosso próximo mergulho, vamos para South Point na ponta oposta de Klein para uma experiência completamente diferente. Descemos aos 33 metros, onde somos seguidos por várias barracudas grandes enquanto admiramos uma parede inclinada grossa com esponjas em forma de vasos e corais pretos.

No dia seguinte, nos dirigimos para Westpunt para mergulhar em dois dos locais mais famosos de Curaçao, e embora a maioria das operações de mergulho da ilha ofereçam viagens regulares para cá, parece que temos a área toda para nós. Watamula não se parece com nada do que vimos em Eastpunt ou Klein. A paisagem marinha aqui é composta principalmente de corais duros, com tanto pilar de coral que algumas áreas se assemelham a torres de sorvete derretido. Uma variedade de moreias espiam do recife enquanto cardumes de roncadores e squirrelfish passam nadando.


Tartarugas verdes às vezes se juntam nas águas rasas próximas aos cais de
pesca, na esperança de obter um lanche fácil.
Subimos à superfície e nosso capitão pergunta, "Querem ver algo interessante durante o seu intervalo de superfície?" Somos espertos o suficiente para não recusar uma oferta como essa, e o barco navega em direção a um cais próximo, onde vários barcos de pesca de pequeno porte estão ancorados. Em um deles, um pescador limpa uma pilha de pedaços com aparência de penas. "O que diabos é isso?" Eu pergunto. – "Peixe-leão" - responde o capitão. Um momento depois, observamos confusos um bando de mergulhadores livre passando por nós gritando excitadamente um para o outro. Eu sou totalmente a favor de limitar a propagação dessa espécie invasora, mas me parece estranho que os turistas fiquem assim tão felizes em ver carcaças de peixes. Eu olho para o capitão interrogativamente, e ele ri e diz: "Olhe para baixo." Nós olhamos para a água limpa bem na hora em que quatro tartarugas verdes passam nadando. A tartaruga menor está carregando um pedaço de brânquia de peixe tão grande quanto a sua própria cabeça.

Você nunca viu duas pessoas entrarem na água tão rápido. Uma hora (ou possivelmente duas) mais tarde, depois de termos tirado a nossa cota de fotos de tartarugas e calorosamente debatido se devíamos fazer outro mergulho ou ficar onde estávamos, subimos de volta no barco.

Ainda estamos assobiando de alegria com a bonança de tartarugas quando nos preparamos para mergulhar em Mushroom Forest. Este local raso, como muitos outros próximos a Westpunt, é dominado por corais duros, mas com uma diferença incomum: As bases das cabeças do coral foram tão erodidas que se assemelham a versões desproporcionais de cogumelos. Adicione um pouco de esponjas incrustradas para um bocado de cor, e o mergulho aqui tem um ar de Alice no País das Maravilhas. Essa é provavelmente a razão pela qual é considerado o mergulho emblemático de Curaçao. Mas, mais uma vez, parecemos ser os únicos a par do segredo.


A única multidão subaquática em Curaçao, um cardume de roncadores,
junta-se ao lado de uma esponja em Klein Curaçao.
Agradecemos ao nosso capitão profusamente e lhe damos adeus; Na manhã seguinte, começaremos a explorar um ou dois dos numerosos mergulhos de praia de Curaçao. Nesse momento ainda não encontramos nenhum outro mergulhador autônomo, mas esperamos que isso mude quando chegarmos à praia adjacente ao Superior Producer, saudado como um dos melhores mergulhos de naufrágio no Caribe. O navio afundou no porto em dezembro de 1977, quando sua carga se deslocou, e como a carga incluía um pouco de licor, o evento iniciou uma festa que - de acordo com os moradores - durou dois dias gloriosos. O producer foi há muito aliviado de sua bebida, mas os mergulhadores ainda se juntam aqui para admirar esse gigante ereto, intacto aos 35 metros de profundidade. A construção de um porto para navios de cruzeiros adjacente ao local há cerca de uma década criou um pouco de obstáculo: Mergulhadores não são permitidos no local quando um cruzeiro ou navio militar está presente, e isso pode limitar um pouco o acesso. Nossa pesquisa revelou apenas um único dia durante a nossa visita de uma semana em que podemos mergulhar no local, por isso vamos para lá cedo na antecipação de um naufrágio lotado. Ficamos chocados ao descobrir que somos os únicos visitantes na praia, mas não perdemos tempo discutindo o assunto. Ao invés disso, nos preparamos e entramos na água antes que possamos dizer "dormindo no ponto".

Nos aproximamos do majestoso navio a partir da popa, notando a incrível visibilidade, várias dúzias de tarpões grandes, esponjas e corais cobrindo a superestrutura, e uma moréia-pintada observando a partir do bloco do motor. O recife adjacente é igualmente lindo, então quando é hora de voltar, nós nadamos lentamente, admirando gorgônias decoradas com cowry e anêmonas hospedando camarões coloridos na água rasa. Nós emergimos para descobrir uma praia significativamente mais cheia, e várias pessoas se aproximam para nos perguntar sobre a visibilidade e a corrente (fatores que ocasionalmente podem tornar esse um mergulho desafiador). Quando terminamos nosso intervalo de superfície, no entanto, quase todos os outros retornaram de seus mergulhos, então nossa segunda exploração é tão privada quanto a primeira.


Um polvo caçando rouba a atenção do tarpão em Tarpon Bridge.
Em nosso último dia de mergulho, estamos programados para mergulhar em um ponto que sabemos que compartilharemos com outros: o Tugboat. Este pequeno naufrágio está a 6 metros de profundidade em um recife inclinado, por isso é visitado regularmente por mergulhadores experientes e principiantes, e também é um destino comum para grupos de mergulho livre. É claro, apesar de chegarmos obscenamente cedo, a praia está cheia de pessoas com equipamento de mergulho. Um pouco de rapidez da nossa parte nos proporciona 10 felizes minutos sozinhos no bonito ponto de mergulho, e conseguimos apreciar os glassy sweepers aglomerados na casa do leme, o cardume de roncadores ao lado da hélice, e um polvo caçando antes de um grande grupo de mergulhadores livres se materializam acima de nós. Começamos a nadar de volta para a praia, mas quando avistamos a estrutura do Baya Beach píer, não podemos resistir a uma observação mais atenta. É um bom impulso: somos recompensados com belos raios de sol sendo filtrados através de pilares cheios de esponjas e feather duster worms, e temos a pequena área só para nós.


Os pilares cobertos de esponja do cais da praia Baya merecem um olhar mais atento.
Não conseguimos nos obrigar a fazer as malas um minuto antes do necessário, e a atração do recife do nosso resort torna-se grande demais para ser ignorada. Snake Bay abriga uma incrível variedade de vida marinha pequena, incluindo frogfish, um cavalo-marinho ou dois, uma Myrichthys, caranguejos-aranha e camarões. Durante o mergulho, estamos distraídos com a visão fugaz de um cardume denso de pequenos peixes passando com um par de jacks vorazes perseguindo-os ansiosamente.

Estamos enxaguando nossas roupas quando um casal se aproxima. Eles são mergulhadores do Arizona, e eles querem saber tudo sobre a nossa visita. Qual foi o nosso ponto favorito, eles perguntam, e foi incrível? Nós divagamos sobre Eastpunt e Westpunt, Klein Curaçao, e os incríveis mergulhos de praia. Um dos dois olha para mim, sua voz baixou, e ele sussurra, "Então seja direto - haverá multidões em todos os lugares que vamos?" Eu não consigo evitar de soltar o meu expatriado holandês interno quando eu meio sorrio e respondo muito simplesmente, "Não."
Como Mergulhar Lá
Como Chegar Lá e se Locomover: Muitas companhias aéreas voam para Curaçao, e há várias agências de aluguel de carros no aeroporto.

Temperatura da Água e Roupas de Exposição: A temperatura da água varia entre os 20 e poucos °C no inverno e 27°C no verão. Uma roupa úmida curta ou longa de 3 mm é adequada para a maioria dos mergulhadores. Para o mergulho de praia, botas de sola grossa são uma boa ideia.





Praia ou Barco: Curaçao apresenta um recife de franja, o que significa que um número impressionante de fantásticos locais de mergulho estão a apenas um curto nado a partir da praia. O mergulho de praia aqui é fenomenal e não deve ser desperdiçado, mas vários locais populares, como Mushroom Forest e Klein Curaçao, podem ser alcançados apenas por barco. Muitas operações de mergulho oferecem pacotes que incluem uma combinação de mergulho de praia e barco.

Intervalo de Superfície: A cidade de Willemstad, a capital de Curaçao, foi reconhecida como Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Um passeio ao longo da orla para ver a colorida arquitetura holandesa colonial é uma obrigação.
Explore Mais
Veja mais imagens da cativante Curaçao na galeria bônus de fotos de Andy e Allison Sallmon.

© Alert Diver — 3º Trimestre 2016

Language: EnglishSpanish