Preparado para Agir

Oxigênio, uma boa vontade para usá-lo e um barco rápido salvaram o dia


Quando um mergulhador de outra embarcação começou a ter sintomas graves, o Capitão Josh Livingston não hesitou em prestar assistência imediatamente usando sua unidade de oxigênio e seu barco.


O dia começou como qualquer outro para o Capitão Josh Livingston do DreadKnot, um barco de mergulho e pesca baseado em Destin, Flórida. Livingston e três passageiros haviam partido para as águas do Golfo do México com um plano: fazer mergulho livre e arpoar alguns red snappers no primeiro dia da estação de snapper em águas federais.

Depois que o grupo já havia tentado um ponto de recife artificial sem sucesso, Livingston mudou para um novo local a 20 milhas da costa, onde ele notou um outro grupo de mergulhadores.

"Estávamos sobre o rebocador Belize Queen cerca de 300 metros de onde eles estavam no Odyssey," Livingston disse. "Quando nós chegamos eu vi sua bandeira de mergulho."

Mas antes que Livingston e seus passageiros tivessem a oportunidade de submergir, um pedido de Socorro veio pelo rádio.

"Eu aumentei o volume e ouvi a conversa e as coordenadas; eu olhei para o meu plotter e percebi que o mergulhador com problemas estava naquele barco,"Livingston disse. A conversa no rádio parecia sugerir doença descompressiva (DD).

Como um divemaster e socorrista de emergência certificado, Livingston sabia que o mergulhador com problemas precisava de oxigênio puro o mais rapidamente possível.

"Eu peguei o rádio e perguntei à tripulação da outra embarcação se eles estavam preparados para lidar com esse tipo de emergência, e eles disseram que não tinham oxigênio a bordo", relatou ele. "Então eu disse que eu tinha, e que iria imediatamente para lá."

Rapidamente o DreadKnot parou ao lado do outro barco, onde a sua tripulação de três pessoas havia posicionado o mergulhador em um espaço aberto no deck em cima de alguns coletes salva vidas para conforto.

"Eu pulei no barco primeiro, e reconheci o mergulhador acidentado," Livingston disse. Ele conhecia o homem, que era um ávido mergulhador local, com 50 anos de idade e 20 anos de experiência e mais de 300 mergulhos.

Porque ele tinha um conhecimento prévio do comportamento do homem, Livingston foi capaz de avaliar melhor a sua condição. "Ele estava alheio, letárgico". Livingston disse. "Ele é normalmente muito falador, mas ele estava muito quieto e preocupado. Me disseram que ele tinha cuspido sangue, mas eu não vi com meus próprios olhos. Quando eu o vi ele realmente não parecia tão mal, mas ele estava definitivamente letárgico e não estava falando muito."

Ao começar a administrar oxigênio Livingston perguntou ao mergulhador o que aconteceu.

Era o terceiro mergulho do dia do grupo. Eles também estavam praticando caça submarina. Perto do final do mergulho, o mergulhador se enroscou no naufrágio quando ele arpoou um peixe. O barco a vapor está a 34 metros de profundidade, e Livingston soube que o acidente ocorreu próximo ao momento em que o mergulhador pretendia iniciar sua subida.

"Ele ficou enroscado e ficou sem ar," Livingston disse, "e a única maneira que ele imaginou de se desenroscar foi tirar o seu equipamento , deixá-lo no fundo e nadar para a superfície."



Uma vez que o mergulhador começou a respirar oxigênio, o próximo passo era leva-lo em segurança para a terra firma para que ele pudesse ser avaliado adequadamente por um médico. O barco estava se comunicando com a estação da Guarda Costeira local, que estava planejando enviar um barco para buscar o mergulhador.

"A Guarda Costeira iria mandar um cúter para nos encontrar no meio do caminho, então partimos, mas eu mencionei para eles que seria melhor transportá-lo para o meu barco, porque ele era mais rápido," Livingston explicou.

O DreadKnot é um barco com câmaras de alumínio projetado para patrulha de portos e operações da Guarda Costeira, por isso enquanto o barco de mergulho recreativo poderia navegar a 20 nós, uma vez que eles mudaram para o barco de Livingston eles seriam capazes de aumentar a velocidade para 45 nós.

"Nós dobramos a nossa velocidade," ele disse, complementando que durante a transição o tempo começou a mudar. "O mar estava ficando agitado com ondas de 0,5 a 1 metro, e a chuva estava caindo."

Assim que o DreadKnot se aproximou de East Pass, a caminho de Destin, a Guarda Costeira os encontrou e os escoltou.

Uma vez em terra, o grupo foi recebido pela Guarda Costeira, a polícia e uma ambulância. O mergulhador acidentado foi levado para o hospital local para ser avaliado e foi liberado no mesmo dia sem sequelas.

Quanto a Livingston, ele disse que sua lição tirada da provação foi sempre estar preparado.

"A Guarda Costeira nem sempre carrega oxigênio em seus barcos; isso é uma das coisas que eu aprendi dessa experiência," ele disse. "Há sempre um elemento de risco no mergulho, e não ter oxigênio disponível para emergências conta como mais um perigo."

Atualmente Livingston carrega duas unidades de oxigênio a bordo do DreadKnot e acrescentou também um desfibrilador. Ele disse que não se arrepende de ter tido que cancelar sua saída de pesca naquele dia, e ele optou por reembolsar seus clientes, todos os quais ficaram felizes com o desfecho positivo.

"Ficamos muito felizes de estarmos no lugar certo no momento certo," Livingston disse. "E fomos abençoados com ótimas pescarias nos dias seguintes."

© Alert Diver — 1º Trimestre 2016

Language: EnglishSpanish