O Conselho Administrativo da DAN

Comprometidos com a segurança do mergulho


Conselho administrativo da DAN. Da esquerda para direita: Lee Selisky, Joe Poe, Sylvia Earle, Wayne Massey, Kathy Weydig, Michael Lang, Harry Rodgers, Bill Anlyan e Doug Stracener


Os membros do conselho administrativo da DAN são um grupo apaixonado e motivado. Todos são voluntários, a maioria deles está envolvida com a DAN há mais de 10 anos, e eles mergulham há 40 anos em média. A extensão de sua experiência é impressionante, e sua dedicação ao mergulho autônomo e à segurança é muito evidente.

Lee Selisky mergulha em naufrágios profundos — desde Lake Superior até Truk Lagoon — desde 1967.

Conte-me sobre seu envolvimento com a DAN.
Eu estou envolvido com iniciativas relacionadas à segurança do mergulho há muito tempo, incluindo a precoce promoção do nitrox em uma época em que a indústria era contra ele. Se eu vou dedicar meu tempo e energia a alguma coisa, eu quero poder ver um impacto positivo, caso contrário vou fazer outra coisa. Eu estou envolvido com a DAN desde o início, inicialmente como um patrocinador corporativo e há 12 anos como um integrante do conselho, e eu nunca estive tão entusiasmado com o futuro da DAN como eu estou agora.


Joe Poe, J.D., foi um integrante da primeira equipe civil a mergulhar no USS Monitor. Ele fez mais de 40 mergulhos no naufrágio e documentou ele e muitos outros naufrágios através de artigos e fotografias.

O que o trouxe ao conselho administrativo da DAN?
Em nossas vidas nós nem sempre temos a oportunidade de fazer a diferença, mas o mergulho é uma atividade que eu e os outros integrantes deste conselho queremos proteger. Nós tentamos assegurar que tudo o que fazemos promova a missão da DAN, e eu acredito que estamos conseguindo administrar esta organização de maneira a garantir que a DAN esteja sempre ao lado dos mergulhadores.


Sylvia Earle, Ph.D., uma defensora dos oceanos e National Geographic Explorer in Residence, liderou mais de 100 expedições científicas e ficou mais de 7.000 horas submersa.

Por que você dedica seu tempo à DAN?
A existência da DAN é um reflexo do cuidado de pessoas que assumiram a responsabilidade de criar uma organização autossuficiente que oferece um serviço vital para a comunidade de mergulho e ajuda a dar voz a parte azul da Terra. É um privilégio trabalhar com pessoas que tornam a exploração aquática segura e poder contribuir com políticas que afetam o futuro do mergulho. A DAN tem prestado um bom serviço aos mergulhadores – incluindo a mim – há muitos anos.


Wayne Massey, M.D., ganhou expressiva experiência tratando mergulhadores com mal descompressivo grave como médico da Marinha Americana e mais tarde como médico e professor de neurologia do Duke University Medical Center.

Quais são as coisas mais importantes que a DAN faz?
Eu vi como a vida das pessoas pode ser afetada por acidentes de mergulho, e acredito que o foco da DAN na prevenção é crucial. É importante para os mergulhadores aprenderem a fazer uma avaliação neurológica em campo e a reconhecer os sinais de um ataque cardíaco e outras emergências cardiovasculares. A maioria de nós tem certas coisas na vida que acreditamos que valem a pena e queremos colocar nossa energia nelas, e para mim a DAN é uma dessas coisas.


Kathy Weydig é uma mergulhadora tech, ex dona de loja de mergulho e co-fundadora da Women Divers Hall of Fame.

O que a atraiu para a indústria do mergulho e para a DAN?
Eu me tornei uma profissional do mergulho porque eu queria treinar as pessoas até um nível de competência que eu quero em um dupla de mergulho. Mais tarde eu me tornei técnica em emergências médicas (EMT) para aumentar minha compreensão sobre os aspectos médicos do mergulho para melhor ensina-los aos meus alunos. Eu também me tornei uma técnica em medicina do mergulho (DMT) e uma técnica hiperbárica certificada (CHT) e administrei uma câmara hiperbárica por um tempo. Eu prezo o fato de que na DAN a receita financia pesquisas, materiais de divulgação e educacionais.


Michael Lang, Ph.D., dirigiu o Smithsonian Scientific Diving Program por 21 anos e o U.S. Antarctic Diving Program por 10 anos.

Como a DAN afeta vários setores da indústria do mergulho?
Os programas educacionais da DAN realmente tiveram um impacto no mergulho recreativo, e é ótimo ver a DAN mais envolvida com o mergulho científico, mergulho de segurança pública e outros tipos de mergulho. Por exemplo, houve uma importante adoção dos cursos de treinamento da DAN entre as mais de 130 organizações integrantes do American Academy of Underwater Sciences. Nossos materiais têm se tornado melhores e mais fáceis de utilizar. O impacto e a influência da DAN no mergulho recreativo e além estão mais fortes do que nunca.


Harry Rodgers é um "cabeça de peixe" — ele é um ávido pescador, aquarista e mergulhador desde criança. Ele também é um especialista em seguros.

Quais são os objetivos que você tem para a DAN, e com quais iniciativas você está mais animado?
Além de ver a DAN ser líder em segurança do mergulho e a prestadora de serviços número 1 para os mergulhadores que enfrentam problema, eu quero ver os esforços da DAN promoverem um interesse renovado no mergulho, especialmente entre os jovens. Se podemos manter o esporte seguro e cuidar dos mergulhadores, isso ajuda o mergulho a crescer. Eu estou realmente entusiasmado com o novo programa de responsabilidade civil profissional – é uma extensão natural dos nossos esforços de segurança e gerenciamento de risco.


Bill Anlyan, ex vice chanceler da University of North Carolina at Wilmington (UNCW), estava muito envolvido com o programa de ciências marinhas da universidade.

Quais são alguns dos destaques do seu tempo no mergulho e na DAN?
Muitas das minhas melhores experiências embaixo da água envolvem a Aquarius Reef Base. A UNCW administra a Aquarius, e recebemos pesquisadores do mundo todo. Aprender com eles e ver o trabalho deles são experiências que eu não trocaria por nada.

Meu tempo na DAN também tem sido inspirador. O assunto – mergulho, segurança, ciência, e ambiente marinho – é inerentemente interessante, e todos na DAN são muito comprometidos com a missão. Durante reuniões estamos sempre nos perguntando "Como podemos tornar o mergulho mais seguro?"


Doug Stracener, J.D., é um advogado privado individual e instrutor de mergulho que também dá aulas de segurança em motocicletas para o Departamento de Segurança Pública da Louisiana. Ele trabalha com equipes de mergulhadores da polícia e de segurança pública e foi acusado de ser um colecionador de certificações de instrutor.

Qual é o papel da DAN na indústria do mergulho?
Meu antecessor no conselho, Dick Long, disse para eu me perguntar constantemente, "O que fizemos hoje para salvar vidas de mergulhadores?". Na indústria do mergulho há várias agências com interesses conflitantes, mas a DAN é como as Nações Unidas – tentamos ficar de fora da política e ser um recurso para todo mundo. A DAN existe para salvar vidas de mergulhadores; tudo o que fazemos é direcionado para isso.

© Alert Diver — 4º Trimestre 2016

Language: EnglishSpanish