Perfil do Associado DAN: Jon Landau



CIDADE NATAL: Islamorada, Florida.
TEMPO DE MERGULHO: 28 anos
DESTINO DE MERGULHO FAVORITO: Meu destino exótico favorito é Chuuk Lagoon, mas o que eu mais gosto são as Florida Keys.
POR QUE SOU UM ASSOCIADO À DAN: Responsabilidade é um aspecto crucial da segurança do mergulho, e isso é uma grande parte do que a DAN se propõe.


Jon Landau observa um mero em Key Largo, Flórida.


Mesmo alguns dos primeiros filmes nos quais Jon Landau trabalhou (como Dick Tracy, Honey — No ritmo dos Seus Sonhos, Querida, Encolhi as Crianças, todos os quais ele co-produziu) são memoráveis e muito apreciados. Como vice-presidente executivo de produção de longa-metragem na 20th Century Fox no início dos anos 1990, Landau supervisionou alguns filmes como Duro de Matar 2, Uma Babá Quase Perfeita, O Último dos Moicanos e True Lies. Mas este produtor ganhador do Oscar é mais conhecido por haver produzido os dois filmes de maior bilheteria de todos os tempos: Titanic e Avatar. No intervalo da pré-produção das três sequências de Avatar, Landau conversou com a Alert Diver sobre como ele chegou a esse ponto em sua carreira e o que o mergulho significa para ele.


AD: Não pude deixar de notar todas as criaturas fantasiosas em Avatar que pareciam ser parentes distantes de criaturas que vivem nos oceanos da Terra. O mar sempre foi uma fonte de inspiração para você?

Landau: Tanto Jim Cameron quanto eu somos mergulhadores ávidos. Para Jim, desde garoto crescendo no Canadá, o oceano raramente esteve longe de sua mente. Isso continuou da mesma forma para ele depois de adulto, tanto como explorador das profundezas da Fossa das Marianas no projeto DEEPSEA quanto como um escritor imaginando o estranho e maravilhoso mundo de Pandora. Eu, por outro lado, um garoto que cresceu em Nova Iorque, não adquiri afinidade com o oceano até que já fosse adulto. O bichinho do mergulho me mordeu em 1986 quando minha esposa, Julie, e eu estávamos trabalhando em um filme chamado Making Mr. Right em Miami. Enquanto eu estava lá fiz um curso de mergulho da PADI e fui para a Ocean Divers em Key Largo em um final de semana para fazer meus mergulhos de certificação. Uau! Foi incrível — a beleza, a serenidade. Foi mágico.

Não muito depois disso, Julie e eu voltamos para as Keys para passar uma noite debaixo da água no Jules´ Undersea Lodge. Na verdade viver sob a água por uma noite provavelmente me fisgou pelo resto da vida. Após aquele momento, eu procuraria mergulhar em qualquer lugar do mundo onde meus trabalhos me levassem — a Grande Barreira de Recifes, Baja e até mesmo de volta para as Keys para o primeiro projeto em que trabalhei com Jim Cameron, True Lies. Eu adorava o estilo de vida descontraído e voltado para o oceano que eu estava descobrindo, e eu sonhava em morar nas Keys algum dia. Esse sonho se tornou realidade depois que meus dois filhos terminaram o ensino médio em Los Angeles. Julie e eu consideramos várias propriedades nas Keys antes de encontrarmos a casa pela qual nos apaixonamos em Islamorada. É claro, eu ainda tenho que viajar para Los Angeles a trabalho, e boa parte dos próximos filmes de Avatar estão sendo filmados na Nova Zelândia, mas quando meu cronograma me permite algum tempo em casa, estou em meu barco, mergulhando ou pescando próximo a Key Largo e Islamorada.



Landau segura o Oscar de Melhor Filme, um dos 11 Oscars ganhos por Titanic.
AD: O oceano foi certamente um elemento importante na realização de Titanic. Como isso aconteceu?

Landau: O Jim sempre foi fascinado pelo RMS Titanic e procurou encontrar uma maneira de tecer uma história cinematográfica envolvente através dos eventos trágicos de sua viagem. O filme foi o resultado disso. Quando eu li o que o Jim havia escrito, me pareceu um sucesso óbvio, mas nem todo mundo viu desta forma. Foi difícil de convencer o estúdio a fazer esse filme. Eu me lembro de executivos olhando para ele e pensando: "Um filme água com açúcar de época onde 1.500 pessoas morrem?". Eles finalmente concordaram em fazer o filme — e eles certamente ficaram felizes de o terem feito. O filme se tornou o longa-metragem de maior bilheteria da história, faturando US$ 1,8 bilhões em bilheteria. A produção foi difícil, e assim que o filme estava nos cinemas eu levei minha família para o Caribe para — com o perdão do trocadilho — descomprimir mergulhando um pouco.



Landau e Cameron no estúdio de Avatar.
AD: Mas então Avatar teve um desempenho melhor ainda, com uma receita de US$ 2,8 bilhões em bilheteria. Isso é realmente bem impressionante.

Landau: O Jim escreveu a primeira versão em 1995, mas a tecnologia para fazer o filme ainda não existia na época. Em 2005 nós olhamos para o cenário da tecnologia de efeitos visuais e sentimos que poderíamos ser o ímpeto para avançar as coisas até o ponto em que poderíamos finalmente fazer Avatar. Finalmente em 2009 o filme foi lançado, e graças a esforços herculanos por parte de nosso elenco e equipe ele se tornou uma sensação de bilheteria, ultrapassando o Titanic como o filme de maior bilheteria de todos os tempos. Para mim, o que tornou o filme um sucesso não foram os efeitos visuais mas os temas da história: temas de amor, sacrifício e o meio ambiente.


Landau com James Cameron e o elenco de Avatar na première do filme em Londres.

As pessoas precisam começar a se responsabilizar pelo mundo em que vivemos. Nós precisamos protege-lo antes que percamos todos os nossos recursos naturais, incluindo os oceanos e os recifes de corais ao redor do mundo.

Eu espero que os temas de Avatar ressoem com as pessoas tanto através das sequências quanto através de outras parcerias que estamos construindo. Por exemplo, um novo espetáculo do Cirque du Soleil com o tema de Avatar irá estreiar no final de 2015, e agora começou a construção de um parque temático inspirado em Avatar no Disney's Animal Kingdom. Eu tenho certeza de que ele irá estabelecer os padrões para experiências envolventes em parques temáticos.


Jon e Julie Landau mergulham em Dominica.

AD: Desculpe-me por sair pela tangente; vamos voltar para o assunto da Alert Diver: o mergulho autônomo.

Landau: O mergulho é uma das minhas verdadeiras paixões. Sempre que tenho a oportunidade de mergulhar, eu a agarro. Minha esposa e filhos são ávidos mergulhadores também. Julie e eu visitamos a Dominica para ver os cachalotes no ano passado, e a Julie também participou de um liveaboard nas Ilhas Salomão. Meu cronograma não me permitiu reservar férias de mergulho exóticas, mas essa é uma das boas coisas de se produzir as próximas três sequências de Avatar todas ao mesmo tempo. Quando elas estiverem prontas eu posso me tornar um mergulhador vagal!

© Alert Diver — 1º Trimestre 2015

Language: EnglishSpanish