Compressores

A arte e a ciência da produção de gás respirável


Mergulhadores podem ajudar a garantir a qualidade dos gases que vão
respirar ao cheirar, analisar, testar para CO e, talvez o mais importante,
adquiri-los de uma fonte confiável.
Uma das primeiras coisas que eu digo aos alunos nas aulas de manutenção do compressor é isto: "Fornecer gás para ser respirado em um ambiente de pressão parcial aumentada é uma das coisas mais invasivas que você pode fazer ao corpo humano."

Como a maioria dos mergulhadores sabe, o ar contém aproximadamente 20,9 por cento de oxigênio e 78 por cento de nitrogênio. O resto inclui quantidades muito pequenas de gases inertes como argônio e dióxido de carbono (CO2). O ar que respiramos na superfície também contém uma pequena quantidade de vapor de água. Quando o ar é comprimido, o vapor de água é comprimido em água líquida. Um pouco de névoa de óleo (dos compressores lubrificados com óleo) é produzida também, juntamente com quaisquer gases ou vapores que possam ter sido sugados na entrada de ar do compressor. A água, óleo e vapores, todos são considerados contaminantes e devem ser removidos para fornecer ao mergulhador ar comprimido limpo respirável. Conforme o ar é respirado, o oxigênio, nitrogênio e quaisquer impurezas viajam do alvéolo dos pulmões para dentro da corrente sanguínea e então para os tecidos e células do corpo.

Existem basicamente dois tipos de compressores usados para produção de gás respirável: de baixa pressão e de alta pressão. Exemplos de unidades de baixa pressão (aproximadamente 140 psi até 250 psi) são sistemas de superfície tipo hookah e sistemas de mergulho comercial tipo escafandro. Unidades de alta pressão são utilizadas para comprimir ar até 6000 psi para encher cilindros para uso em unidades scuba e para encher cilindros estacionários de armazenagem.

O grau de impureza na saída final de um compressor depende do tipo (ou presença) de sistema de purificação utilizado e da frequência na qual os filtros são trocados.



Alguns compressores recreativos de baixa pressão possuem pouca ou nenhuma filtragem incluída. A profundidade de mergulho com estes compressores é restrita devido ao comprimento da mangueira e produção de ar, mas deve-se ter muito cuidado com o que é sugado através da entrada de ar, especialmente quando se trata de monóxido de carbono (CO). O monóxido de carbono, um produto do escape do motor, é letal e pode ser puxado pela entrada de um compressor, se a entrada estiver próxima demais a uma fonte geradora de CO.

Compressores de alta pressão, por outro lado, possuem vários estágios que aumentam a pressão para níveis que permitem que o ar seja pressurizado em cilindros de mergulho e/ou cascatas de armazenamento. Cada estágio comprime (e condensa) o ar, de forma que o ar deve ser resfriado e o vapor de água/óleo capturado, o que é feito com serpentinas de refrigeração e separadores. Os separadores devem ser purgados em intervalos regulares – normalmente a cada 10 ou 15 minutos, dependendo da umidade. Isto é feito manualmente com muitos compressores portáteis menores, mas normalmente com um sistema de dreno automático em unidades estacionárias maiores.

O suprimento de ar deve ainda ser purificado através de uma filtragem. Um filtro de purificação típico contém três elementos: um agente secador, carvão ativado (para remover óleo e odores remanescentes) e um catalisador para converter CO em CO2. Esses elementos têm limites de uso, uma troca de filtro apropriada deve ser realizada de acordo com a quantidade de ar que passa através do filtro.



Existem outros gases produzidos para o mergulho, sendo o mais comum o Nitrox. O Nitrox (também conhecido como ar enriquecido ou EANx) é qualquer mistura que contenha uma porcentagem elevada de oxigênio, entre 23.5 e 39 por cento. Nitrox pode ser produzido através dos seguintes métodos:

  • Adicionar oxigênio puro a um cilindro e depois completar com ar puro, chamado de método de pressão parcial. Este procedimento, assim como qualquer outro em que se manuseie oxigênio puro, tem um risco maior de fogo, danos ao equipamento e de lesões sérias ou morte e, portanto, requer treinamento especializado e equipamentos limpos para oxigênio.

  • Um "stick" de nitrox mistura oxigênio com ar antes de entrar no compressor de alta pressão. Este método também requer alguns cuidados já que também utiliza oxigênio puro. O oxigênio é inserido com um determinado fluxo no "stick" para que o produto final a ser comprimido tenha uma determinada porcentagem de oxigênio.

  • Um sistema de membrana movimenta ar em baixa pressão através de uma membrana que separa o nitrogênio, resultando em uma mistura com maior concentração de oxigênio. Este gás é então levado a um compressor de alta pressão.

Independentemente do método, a produção de nitrox deve ser feita por profissionais por questões de segurança. Um curso de nitrox fornece as informações necessárias para entender qual mistura utilizar nas diferentes profundidades.




Para garantir que o ar que irão respirar é seguro, mergulhadores recreativos podem:

  • Antes de utilizar um cilindro, abrir levemente a válvula e verificar a presença de odores. Se um odor estiver presente, não use o cilindro. Um odor pode indicar que o sistema de filtragem do compressor pode não ter sido trocado no tempo correto, que existiu uma falha mecânica, que o compressor puxou vapores indesejáveis, ou que o sistema de purga automática falhou.

  • Se o cilindro for carregado com nitrox, analise a porcentagem de oxigênio antes de o utilizar, para garantir que está de acordo com o planejado. Cilindros que contêm gases que não sejam ar, devem, por lei, estar etiquetados indicando o gás que contêm.

  • Considere utilizar um sensor ou analisador de CO. O CO-Pro da Lawrence Factor, por exemplo, é uma forma rápida, barata e eficiente para verificar a presença de CO.

  • Mais importante, procure uma fonte de ar em alta pressão na qual você possa confiar. Alguns estados (como a Florida) requerem testes a cada 3 meses. Pergunte ao seu fornecedor que tipo de medida de manutenção preventiva ele segue. A maioria das operadoras de mergulho têm orgulho de seus sistemas de ar e nitrox, e ficarão felizes em mostra-los.

Comprimir ar ou nitrox em um cilindro de mergulho é um trabalho árduo – tanto para o compressor quanto para o técnico que opera os equipamentos. Atenção e manutenção regular são necessárias para garantir que o ar produzido atinja o Grau E da Compressed Gas Association. Preze pela segurança, conheça a sua fonte de ar para que possa se sentir confiante sobre os gases que vão invadir os seus tecidos corporais.

Para mais dicas e relatórios de incidentes, ou para relatar um incidente, visite DAN.org/diving-incidents.

© Alert Diver — 4º Trimestre 2016

Language: EnglishSpanish